• Dora Ghelman

Vinte e Quatro Horas



Despertador.

Mas já?

Fazer xixi.

Lavar o rosto.

Escovar o dente.

Limpar xixi e cocô na área.

Por que elas não usam o jornal?

Dar comida pra Mia e Carlota.

Sair para passear com a Mia e Carlota.

Acender um incenso e agradecer por mais um dia e por tudo, sempre.

Dar uma meditada pra ver se acalma a ansiedade.

Alongar um pouco as pernas e os braços pra acordar as juntas.

Cabeça também.

Mãos e pés também.

Fazer café para aguentar o trampo.

Fazer um ovinho para aguentar o dia, e pro estômago não ficar vazio e dar gastrite.

Dar um chamego na Mia porque ela é uma gostosa.

Ligar o computador.

Demora para ligar.

Brincar com a Mia para gastar energia.

Traaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaabalho.

Levantar esporadicamente para esticar as pernas e beber água.

Levantar para fazer xixi por conta da água.

Parar para almoçar enquanto assiste um episódio de Friends pela décima quinta vez.

Traaaaaaaaaaaaaaaaabalho.

Desligar o computador.

Fechar a porta do escritório para nunca mais precisar olhar para o computador.

(Até o dia seguinte.)

Colocar roupa de academia pra dar um gás na vontade de fazer exercício.

Olhar no espelho e ver a bunda mixuruca pra efetivamente dar o gás.

Fazer exercício.

Beber um chazinho e comer uma frutinha.

Dar comida pra Mia e Carlota.

Sair para passear com a Mia e Carlota.

Ir andando, andando, andando, olhando pro céu e para as árvores.

Tomar um banho quente gostoso daqueles que faz seu corpo amolecer todinho.

Dá pra ver as baixas energias saindo pelo ralo.

Ficar deitada na cama de toalha olhando o celular até o calor do banho quente passar para poder se vestir.

Dar petisco pra Mia e pra Carlota porque elas são fofas e porque estão latindo pedindo petisco.

Assistir uma série para desanuviar.

Escrever um pouco.

Jantar algo que preencha o vazio não só do estômago.

Ver mais um pouco de série de conchinha com a Mia no sofá.

Encher um copão de água pra deixar do lado da cama.

Fazer minha rotina noturna na esperança de desacelerar o aparecimento das rugas.

Limpar xixi e cocô na área.

Por que elas não usam o jornal?

Ler um pouco pra desacelerar.

Ver os últimos acontecimentos nas redes sociais e acelerar de novo tudo que tinha desacelerado.

Hora de ir dormir.

E lá se vai mais um dia.

De novo.

Igual a todos os outros dias.

Quando foi a última vez que você fez algo pela primeira vez?

Essa frase viralizou há algum tempo.

Olhei pra minha rotina diária e pensei nela.

Quando foi a última vez?

Que andei descalça nas pedras?

Que corri muito muito muito muito rápido sem destino final?

Que experimentei uma comida nova?

Que aprendi uma nova língua?

Que conheci um lugar novo?

Amanhã é um novo dia.

Um novo amanhecer.

Uma nova chance.

De fazer diferente.

De fazer o novo.

Sem “de novo”.


36 visualizações1 comentário

Posts recentes

Ver tudo

O Tubarão

Caminhos